Como aprender melhor e estudar com qualidade

Como aprender melhor e estudar com qualidade

Se você está trabalhando muito ou estudando bastante, com certeza quer saber como aprender melhor todos os conteúdos propostos. Afinal, não adianta nada passar horas sentado sem assimilar nenhuma teoria. Muitas vezes, alguns outros objetivos também fazem com que a aprendizagem seja prioridade: congressos, provas e outras exigências do mercado. Por isso, métodos que estimulam como aprender a estudar melhor podem funcionar muito bem. Confira dicas de organização para estudar e ser mais produtivo no dia a dia. 

como aprender melhor
Compartilhar informações pode fazer com que você aprenda mais conteúdos | Foto: Alexis Brown

O que fazer para aprender melhor?

De acordo com Leandro Piccini, formado em História e mestrando em Educação pela UFMS, existem algumas instruções que podem fazer com que você tenha um aprendizado cada vez mais efetivo. A área de interesse do professor é a aprendizagem e, no seu Projeto Estudar e Aprender, também executado em seu blog, ele compartilha conteúdos baseados em suas pesquisas na área da neurociência e psicologia da aprendizagem.

1. Tenha uma rotina de estudos

Estudar pouco regularmente tem mais eficácia do que deixar para aprender tudo de última hora, ou seja, antes da prova. Assim, conscientize-se da importância de estudar pouco, mas estudar todos os dias. É preciso criar hábitos de estudo para que o processo de memorização comece a acontecer de maneira mais fluida.

2. Não abandone as suas dificuldades

É muito comum que vários assuntos ou matérias não sejam fáceis para você. Existem pessoas com dificuldades em ciências, matemática, filosofia, língua portuguesa, entre outros. Por isso, para lidar com essas situações super corriqueiras, procure novas fontes de estudo: outros livros, vídeos e até explicações de outros professores ou de algum colega que também está estudando.

3. Estude em diferentes situações

Uma dica é combinar de estudar com amigos, colegas do trabalho ou familiares. Considere diferentes situações para a prática: enquanto lava a louça e enquanto se exercita, por exemplo, podem ser ótimos períodos para escutar aquele podcast interessante sobre o tema que você precisa se aprofundar. Depois de terminar a atividade, resuma alguns pontos importantes sobre o assunto em um papel ou no seu bloco de notas do Evernote. Se você ainda não conhece a ferramenta, vale a pena clicar aqui para saber mais!

4. Prefira um processo ativo

Para criar o costume de aprender melhor, tenha consciência de que você precisa fazer a sua parte. Ou seja, a aprendizagem é um processo ativo. O aprendizado ativo é quando existe envolvimento com os estudos: ler algo em voz alta, grifar e fazer pequenas anotações faz toda diferença para assimilar melhor as informações. Além disso, desenvolver questionamentos sobre os tópicos e respondê-los é uma boa alternativa para esse tipo de aprendizado.

5. Foque em uma atividade por vez

Reserve um momento apenas para estudar. Isso significa que, se o seu celular não for útil para o momento, ele deve ser deixado um pouco de lado. Além disso, evite situações de ruídos externos: TV, rádio ou qualquer outro barulho: “um estudo desatento não é um estudo eficaz”.

Como aprender qualquer coisa mais rápido?

Piccini alegou em sua página que um dos piores hábitos que observou na maioria das pessoas é que elas dividem a hora de estudar e a hora de lazer. Entretanto, essa segmentação só faz com que todos os estudos desapareçam da mente com mais facilidade. Afinal, quanto mais você envolver seus estudos à sua vida pessoal, mais eles farão sentido para você.

Uma dica é aproveitar todos os seus momentos de diversão e relaxamento e associá-los aos estudos. Essa prática poderá ajudar, e muito, no entendimento e memorização do tema estudado. Não existe forma de separar esses conteúdos do seu dia a dia. Pare e analise: a matemática, a química, a física, a língua portuguesa, a história, a geografia, a sociologia, entre outras matérias, estão muito relacionadas ao cotidiano e fazem parte dele.

Por isso, o profissional desenvolveu uma tática de estudo chamada: “o que isso tem a ver comigo?”. Ela deve ser utilizada da seguinte forma: todas as vezes em que você estudar, pense em como integrar o assunto à sua vida. Ou seja, passe a usar o que aprende no seu dia a dia. Exemplo: quando tiver que gravar alguma regra de português, tente encontrá-la em outras situações do dia a dia, como em outdoors na rua ou na leitura de receitas ou matérias jornalísticas.

Como identificar a melhor forma de estudar?

Hoje, existem muitas técnicas já consolidadas para estudar. Entretanto, pode ser que elas, de maneira isolada ou em conjunto, não funcionem para você. Por isso é tão importante criar o seu próprio método. Ao desenvolver suas próprias técnicas de estudo, você estimula sua criatividade e torna seu aprendizado muito mais eficiente e presente. Além disso, não estude de maneira passiva. Envolva todos os seus sentidos em sua aprendizagem. Mas como?

  • Assista a diferentes vídeos sobre o assunto para estimular sua visão e audição. Videoaulas também fazem sentido nesse contexto;
  • Escolha podcasts sobre o tema em questão e ouça-os regularmente;
  • Faça desenhos, gráficos e esquemas para estimular sua criatividade;
  • Crie notas visuais;
  • Desenvolva blocos de notas personalizados;
  • Aposte em jogos.

Ao testar diferentes maneiras para estudar, com certeza você encontrará a que mais se encaixa à sua realidade e disposição!

Como aprender melhor: conte com ajudas externas

Você acredita que sozinho não dará conta de administrar os seus estudos, principalmente nos momentos de maior necessidade? Então, conheça o curso “Como organizar os estudos” da Organize na Prática. Você saberá como ter mais agilidade, foco e concentração para melhorar todo o aprendizado quando mais precisa.

E, para melhorar ainda mais essa rotina, saiba que a organização faz toda diferença. Um ambiente e uma agenda organizados são indispensáveis para obter bons resultados. Por isso, conheça também os diferentes tipos de Curso de Organização disponíveis e saiba como otimizar o seu tempo para conseguir alcançar as suas metas.

Afinal, não basta apenas saber como aprender melhor sem praticar nenhum ensinamento. Aliás, hoje existem diversas ferramentas on-line para isso. O Google Agenda e Evernote são bons exemplos. Basta saber como utilizá-las da melhor forma para os seus objetivos pessoais e profissionais.

Por fim, o que você achou desse conteúdo? Tenha acesso a mais conteúdos gratuitos como este no Instagram do Organize na Prática, e no canal do YouTube

MATERIAIS DE REFERÊNCIA

  1. Comece por aqui e aprenda todos os segredos de como organizar a sua rotina de estudos com o Evernote!
  2. Quer aprender as melhores práticas para organizar os estudos com eficiência? Então, Clique aqui para e saiba mais!
  3. Clique aqui e aprenda um passo a passo prático de como fazer mapas mentais. E aprenda um jeito novo de organizar as suas ideias e melhorar o seu aprendizado.
  4. Que tal ter acesso a um modelo gratuito de mapa mental, para você começar a colocar em prática hoje mesmo? Clique aqui para baixar!
  5. Página de Treinamentos. Clique aqui e aprenda a se organizar melhor e render até 2x mais!